Boletim Informativo 40/2017

Loja Mestre Lojas Virtuais – 16 anos de experiência em comércio eletrônico

Curitiba, 31 de outubro de 2017.
Boletim Informativo Loja Mestre 40/2017

Preparação para o Black Friday

Dia 24 de Novembro irá ocorrer a Black Friday 2017.

O que você precisa saber sobre como gerar mais vendas no Black Friday!

1) Planejamento, sempre planeje, organize os produtos que você quer desovar ou liquidar. Revise quantidade em estoque destes produtos.

2) Descontos tem de ser reais, não tente aumentar o preço riscado para aumentar o percentual de desconto. O objetivo, ou melhor a origem do BlackFriday é a liquidação
de produtos encalhados para renovação de estoque. Pense nisso!

3) Esteja com sua equipe engajada e disponível via chat e email no site.

4) Envie emails para os clientes criando um suspense e expectativa.

5) Coloque banners no site destacando que haverá desconto expressivo para o black friday. (Oferecemos alguns banners sem custo abaixo).

6) Tente mudar as cores do seu template na data para destacar que vocês estão participando.

7) E organize o pós venda, expedição dos produtos (a plataforma permite que você aumente o prazo em dias de entrega dos correios, o que é recomendável adicionar uns 2 dias pelo menos)

Abaixo alguns banners genéricos para serem utilizados na campanha:

Abra a imagem no seu navegador, clique com o botão direito do mouse e clique em salvar como. Salve no seu pc e use no módulo de banners da loja.

Caso clientes necessitem, prestamos o serviço de criação de banenrs especificos e personalizados para sua loja. Assim como podemos executar customizações especificas para o black friday.

Atenciosamente,
Hildor Schroder
Loja Mestre Plataforma E-commerce

 

Amazon no marketplace nacional! O que pode mudar?

Amazon no marketplace nacional! O que pode mudar?

Primeiro é importante esclarecer que a Amazon já atua no Brasil com venda de livros e distribuição própria.

Ela está entrando agora no mercado nacional de Marketplaces no segmento de eletrônicos. E neste aspecto é que ocorre a mudança uma vez que o despacho será feito pelo lojista parceiro no marketplace.

Efeito no mercado

A B2W (submarino, americanas…) as ações da empresa B2W líder de segmento que perdeu 18% no valor de suas ações.  Mercado Livre teria perdido 1 bilhão de dólares.  Percebe-se que o impacto foi grande e o mercado teve uma reação grande.

Quanto vai custar para o lojista que pretende vender seus produtos na Amazon?

Talvez aqui esteja o maior diferencial no ponto de vista dos varejistas.

A Amazon promete chegar ao mercado nacional com dois planos. O plano Profissional: com mensalidade de R$ 19,00 (grátis nos 3 primeiros meses) e uma taxa de comissão promocional com prazo indefinido de 10%. E o plano Individual: esse plano é dedicado a pequenos varejistas que pretendem fazer menos do que 10 vendas mês. Esse plano não possui mensalidade; porém nesse além da taxa de comissão de 10% promocional e com prazo indefinido, será cobrado uma taxa de R$ 2,00 por item vendido.
Isso significa uma diferença expressiva, oferecendo uma margem maior para os lojistas em relação ao preço atualmente praticado pelos demais concorrentes de peso do mercado.

Loja Mestre integra com Amazon?

Sim, a plataforma de e-commerce Loja Mestre tem integração com a Amazon via Hub2B.

 

Loja Virtual com Cobrança por pageview

Loja Virtual com Cobrança por pageview

Pageview ou Pageviews no plural nada mais é que página vista ou página visualizada.  Antigamente quando o custo de banda nos Data Centers era muito mais caro que hoje em dia se utilizava muito a cobrança de lojas virtuais de mensalidade + pageviews, ou seja, se cobrava um valor fixo de mensalidade e uma franquia de pageviews que se fosse ultrapassada gerava mais um valor adicional na mensalidade. Então Loja Virtual com Cobrança por pageview é algo que ainda existe, pasmem.

Não eram raros os casos onde o valor adicional de pageviews ultrapassava em muito o valor da mensalidade fixa.  Como muitos empreendedores virtuais não detinham muito conhecimento técnico, avaliavam apenas o valor fixo da mensalidade da loja virtual e caiam em uma verdadeira cilada.

Hoje em dia muitas plataformas de e-commerce ainda praticam essa “malandragem”, algumas até mascaram essa cobrança com outros nomes como limite de tráfego, mas no fundo dá no mesmo. Está se cobrando um valor adicional na mensalidade pela quantidade de visitas que o site tem.

Vejam que absurdo, quanto mais você divulga sua loja virtual, mais visitas você irá ter. Quanto mais visitas sua loja virtual irá ter, mais tráfego você irá consumir no seu site. E mais você será cobrado. O problema é que visita não é venda. Se fossem cobrar por venda na loja, até seria justo.

Então quando virem uma mensalidade muito barata no e-commerce, se atentem bem aos limites do plano, limites de tráfego, limites de acesso. Existem plataformas “famosas” que cobram páginas vistas até mesmo na administração do site. Ou seja, quando você cadastra um produto na sua loja, você está gerando pageviews e eles irão lhe cobrar por isso.

 

A Loja Mestre não cobra tráfego ou pageviews

A Loja Mestre não cobra por tráfego, não cobra pageviews e não cobra comissão. A Mensalidade da plataforma de e-commerce da Loja Mestre é um valor fixo mensal.

Para ver os planos e preços da Loja Mestre acesse: http://www.lojamestre.com.br/planos-e-precos-de-loja-virtual.asp

Loja Virtual com Cobrança por pageview
Loja Virtual com Cobrança por pageview

 

 

 

E-commerce com nicho de mercado

E-commerce com nicho de mercado

O que é um nicho de mercado? Nichos de mercado são seções, áreas mais restritas dentro de um segmento maior. Por exemplo, dentro do segmento de informática notebooks são um nicho de mercado, ou até mesmo só a parte de redes.  Outro exemplo, dentro do universo de instrumentos musicais, os instrumentos de corda seriam um ótimo exemplo de nicho. Neste sentido levaremos os nichos de mercado para o nosso mercado de interesse que é o e-commerce. Portanto e-commerce com nicho de mercado é a abordagem que gostaríamos de tratar neste artigo.

Quais as vantagens de um e-commerce com nicho de mercado?

São muitas as vantagens, desde financeiras, controle, divulgação … irei tentar listar algumas:

  1. Maior conhecimento do produto e qualidade no atendimento, pois você está atuando com uma gama menor de produtos
  2. Menos custo fixo de estoque, pois você irá trabalhar com menos produtos e maior conhecimento sobre o que sai mais e tem mais giro
  3. Menor custo de divulgação, você terá um público alvo mais especifico e fica mais fácil atingir esse público alvo.
  4. Público alvo mais direcionado, você tem condições de acompanhar melhor as tendências do mercado

Poderia entrar em detalhes de cada tópico e expandir e aprofundar nos detalhes e seus efeitos colaterais que são impactados e influenciam na estratégia do e-commerce, mas não é o caso. O importante é destacar as vantagens de trabalhar com um e-commerce com nicho de mercado especifico.

Tendência de mercado

Cada vez mais as pessoas compram pela internet isso é fato. E cada vez mais as pessoas estão interessadas em comprar um produto com quem realmente entende do produto e sabe o que está vendendo. O consumidor quer um produto que atenda as suas necessidades e ele certamente irá perguntar sobre o produto, ele quer saber se aquele produto irá lhe atender.  Hoje a globalização nos trás ofertas de produto de monte, dezenas de marcas e modelos de produtos. Saber qual produto irá atender a demanda especifica do cliente. Saber isso com certeza e ofertar por um preço justo e ter o produto disponível ao cliente.  E essa oportunidade que o e-commerce com nicho de mercado irá explorar. Conhecer o produto (atendimento diferenciado), preço competitivo e entrega imediata.

O marketplace não consegue entregar isso ao consumidor. Por mais que você tenha uma empresa de nicho de mercado e revenda seus produtos dentro de um marketplace o preço será maior e não haverá o atendimento diferenciado.

Existe espaço para nicho de mercado e sempre existirá, isso é fato. Porém para ter sucesso, é necessário conhecer muito bem seu produto, saber os detalhes técnicos, oferecer um atendimento prestativo e ágil (e-mail e chat online), ter uma boa variedade de produtos (marcas e modelos), preço competitivo, e bom prazo de entrega.  Aliando tudo isso a uma divulgação adequada da loja virtual, é possível sim ter sucesso mesmo estando fora dos marketplaces.

Planos e Preços da Loja Mestre

E-commerce com nicho de mercado
E-commerce com nicho de mercado

Loja Virtual que aceita Bitcoin

Loja Virtual que aceita Bitcoin

Agora você pode receber na sua loja virtual com BITCOIN!  Isso mesmo loja virtual que aceita Bitcoin!  A Loja Mestre é a plataforma de e-commerce no seu segmento pioneira no mercado. A primeira plataforma a disponibilizar o pagamento com Bitcoin como pagamento aceito nas lojas virtuais. Loja Virtual que aceita Bitcoin é na Loja Mestre.

Loja Virtual que aceita Bitcoin
Loja Virtual que aceita Bitcoin

Venda em Bitcoins, receba em Reais!

Agora ficou fácil seu e-commerce aceitar Bitcoin como forma de pagamento.

Com nosso plataforma seu e-commerce pode facilmente aceitar pagamentos em Bitcoin e ainda contar com o serviço de conversão automática, onde o valor das vendas é convertido para Real automaticamente.

O que é bitcoin?

De forma didática trata-se de uma moeda 100% digital, não é emitida e controlada por nenhum governo ou instituição privada.
Só para se ter idéia da popularidade e alcance desta moeda em 24 horas esta modeda movimenta algo equivalente a 2 bilhoes de dólares. E atualmente 1 bit coin equivale a algo como R$ 19 mil reais.

Como funciona o Pagamento?

1) O cliente escolhe os produtos e prossegue até o checkout e Seleciona o bitcoin como forma de pagamento

2) O valor equivalente ao pedido em bitcoin é calculado e exibido na tela junto com o QRCode / endereço de pagamento.

3) O cliente efetua o pagamento com bitcoin utilizando seu wallet virtual e o pedido é aprovado.

4) Os valores ficam disponíveis no meio de pagamento para saque em Bitcoins ou em Reais.

Quais os custos e taxas?
Se receber em bitcoins: 1% das transações aprovadas
Se for receber em Reais: 2.6% das transações aprovadas + taxa de saque R$ 3,50.
Prazo de saque 48h após solicitação.

Vantagens

Crescente popularização
Menos taxas
Sem chargeback
Sem burocracia
Impossível falsificar, seguro e inviolável
Imune a inflação
É possível vender para qualuqer país sem burocracia.

Loja virtual grátis para ONGs

Loja virtual grátis para ONGs

A Loja Mestre apoia e fornece sem nenhum custo, ou seja, loja virtual grátis para ONGs.

Se você tem uma ONG sem fins lucrativos e deseja montar uma loja virtual para vender artigos da ONG para arrecadação de fundos. Conte com a Loja Mestre!
Fornecemos sem custo uma loja virtual para sua ONG.

Exigências:

ONG deve ter CNPJ e ser de utilidade pública

Na loja virtual devem ser comercializados apenas produtos relacionados a ONG, ou seja, que gerem capital e recursos exclusivamente a ONG.

A loja virtual deverá ter no máximo 50 produtos.

Se você tem interesse, basta entrar em contato com a Loja Mestre e repassar seus dados para a criação da loja virtual sem nenhum custo.

Black Friday 2017: oportunidade para pequenas lojas virtuais

Black Friday 2017: oportunidade para pequenas lojas virtuais

Black Friday 2017
Black Friday 2017

O Black Friday 2017 deve ser um marco para os pequenos lojistas virtuais, projetam especialistas. Com a melhora dos números do varejo e a expectativa de faturamento de R$ 2,2 bilhões no dia 24 de novembro, segundo dados do Google, as PMEs devem ser grandes beneficiadas pela data. Enquanto o tráfego das grandes redes aumenta em torno de 130% no período, para os pequenos esta alta ultrapassa 160%, ainda de acordo com a empresa.

Porém algumas dicas para evitar problemas são muito válidas para os pequenos lojistas:

Faça planejamento das promoções

Não espere a semana do Black Friday para definir os produtos que entrarão em promoção e quais descontos irá oferecer. Avalie o fluxo de caixa da loja e faça um planejamento estratégico específico para a data. Isso evita que você saia no prejuízo.

Aposte na divulgação

Após definir as promoções, desenvolver uma estratégia de divulgação também é essencial. Crie um cronograma de publicações, determinando em quais canais cada anúncio será divulgado e para quais públicos será direcionado. Vale investir em posts em redes sociais, Google Adwords e e-mail marketing, por exemplo.

Destaque as informações no site

O cliente precisa saber que a loja participará do Black Friday no momento em que entra no site. Invista em banners e selos de produtos ou mude o layout da página para avisá-lo das principais promoções.

Verifique seu estoque

No Black Friday, é preciso conferir os produtos disponíveis no estoque e manter esse número sempre atualizado. “Isso evitará que o lojista venda mais do que tem ou até mesmo perca vendas porque acabaram seus produtos”.

Pense na logística

Com o aumento do volume de entregas no Black Friday, é essencial planejar a logística antecipadamente e especificar ao consumidor um prazo viável. Caso necessário, o lojista pode adicionar mais alguns dias no frete comum do site por precaução.  A Loja Mestre permite essa configuração!

Promova boa experiência ao usuário

Qualidade da entrega, atendimento rápido e bom serviço de pós-venda são aspectos que promovem uma boa experiência de compra, proporcionam mais confiança ao usuário e ajudam a transformar o consumidor do Black Friday em um cliente permanente da loja.

Dê um bônus para o cliente voltar

Faça uma campanha que estimule o retorno do cliente após a data. Quem comprar na loja durante o Black Friday recebe um desconto na próxima compra, por exemplo, com prazo de validade. Se comunique com o cliente, lembre-o sobre o desconto para que ele volte a sua loja virtual.

Qual o custo dos principais Marketplaces?

A moda no mercado brasileiro de e-commerce agora são os marketplaces. Todos querem vender seus produtos em marketplaces. As plataformas de e-commerce devem estar preparadas para operar com marketplaces, e para auxiliar o lojista prepararmos um artigo sobre “qual o custo dos principais marketplaces”.

Mas muitos lojistas sequer sabem como funcionam os marketplaces, muito menos Qual o custo dos principais Marketplaces do Brasil!

Para ajudar o lojista inclinado a entrar nos markeplaces, montamos uma tabela com as principais informações de cada uma das maiores companhias para o varejista comparar cada um dos serviços oferecidos.

Vale lembrar que os valores costumam ser padronizados, entretanto cada empresa pode fazer a própria negociação. Foram usados dados do integrador SkyHub, além de informações repassadas pelos próprios marketplaces e lojistas que utilizam as plataformas.

Segundo o Mercado Livre, a partir de 31/10/17, para produtos com valor acima de R$300,00, o marketplace passa a conceder desconto nas tarifas de vendas por faixa de preço do produto. Quanto maior o valor do produto, menor a tarifa para o vendedor.

 

Qual o custo dos principais Marketplaces
Qual o custo dos principais Marketplaces

 

O lojista ainda deve se atentar que além do custo do marketplace ele poderá ter o custo de integração da plataforma e-commerce e do integrador. A tendência de todas as plataformas e-commerce utilizarem um integrador / hub de marketplaces. Isso se dá pelo fato de existirem dezenas de marketplaces se tornando inviável que as plataformas de e-commerce se interliguem a todos as plataformas de marketplace diretamente.

A Loja Mestre possui integração com a Hub2B que é uma das melhores, senão a melhor integradora de marketplaces do Brasil.

Destacamos que a integração com os marketplaces na plataforma de e-commerce Loja Mestre com a hub2b ocorre com utilização de API, o que deixa a integração muito rápida e prática. Não é necessário gerar planilhas e mais planilhas, a plataforma de e-commerce da Loja Mestre exporta todos os produtos paro hub de marketplaces de forma fácil e rápida. Também é possível importar as vendas que ocorrerem nos marketplaces para a administração da loja virtual de forma transparente.

As cores certas na loja virtual

Será que as cores certas para a loja virtual influenciam para o sucesso da loja?

Para um e-commerce ter sucesso, é necessário a combinação de diversos fatores como: bom catálogo de produtos, preço competitivo, usabilidade e programação do site, ranqueamento em buscadores e uma estratégia correta de campanhas de publicidade online. Todos esses itens devem ser considerados para que o e-commerce possa atingir o público e conquistar um ótimo desempenho de vendas, e as cores certas na loja virtual influenciam dramaticamente nesse processo.

Algumas pesquisas recentes mostram que nós avaliamos, de maneira inconsciente, um produto em até dois minutos depois de ver ele pela primeira vez. E a cor acaba influenciando esse julgamento em 90% dos casos. Dessa maneira, não é difícil entender que a cor é um item muito importante no design de um site.

Ou seja, as cores em um de comércio eletrônico não servem apenas para deixá-lo mais bonito. Por traz de cada uma delas, existe um apelo e uma simbologia diferente que acabam impactando o visitante emocionalmente de uma maneira que nem ele percebe. Por isso é necessário se pensar nas cores certas para loja virtual.

Harmonizar as cores certas na loja virtual

É necessário ter consciência que não se pode colorir demais a loja. Colocar cores na loja virtual que não combinam entre si, cria um desconforto visual no consumidor e acabam aumentando significativamente a taxa de rejeição e abandono no site. Por isso muitas lojas utilizam apenas uma cor na loja além do branco. E é muito comum lojas utilizarem branco e preto para poder destacar melhor os banners e os produtos. Layouts minimalistas são cada vez mais utilizados.

Cada segmento é um caso

Obviamente a tendência de layouts minimalistas não é obrigatoriedade. Cada segmento possuí suas particularidades. Lojas virtuais no ramo infantil tendem a ser mais coloridas. Uma loja virtual de uma marca que já tenha uma identidade visual definida e utiliza duas cores fortes, deverá sem dúvida aplicar estas cores na sua loja.

Escolha as cores certas na loja virtual pensando no seu público

Os clientes são predominantemente homens ou mulheres? Qual é a faixa etária? Eles são mais modernos ou conservadores? Essas são perguntas que devem ser respondidas antes de definir com quais cores o e-commerce vai se apresentar ao público.

Dica:

Com essa incrível ferramenta online, você pode gerar paletas de cores lindas em poucos segundos. O Colourcode é extremamente simples e emprega diversos esquemas diferente para se chegar As cores certas na loja virtual como: monocromáticos, analógicos e complementares.

As cores certas na loja virtual
As cores certas na loja virtual

Como vender online se você já empreende em loja física?

Como vender online se você já empreende em loja física?

Com taxa de crescimento acelerada e números atrativos –segundo a consultoria e-bit, o mercado de e-commerce faturou 21 bilhões de reais somente neste semestre –, o comércio eletrônico atrai cada vez mais adeptos no Brasil.

Para quem já empreende online, a oportunidade é muito mais atraente, pois as chances de sucesso são ainda maiores. Mas, para montar seu e-commerce além da loja física é necessário alguns cuidados.

A Loja Mestre preparou um conteúdo que te ajuda com as principais dicas para que seu negócio tenha muito sucesso.

As vendas no comércio eletrônico provam que vender online é cada vez mais lucrativo.  Somando R$ 21 bilhões nos primeiros meses de 2017,os dados mostram um crescimento significativo de 7,5% em relação ao mesmo período no ano passado conforme dados do relatório WebShoppers, da Ebit.

Ou seja, o mercado digital está em pleno crescimento, o número de lojas online cresceu 3,9% e somou 50,3 milhões de janeiro a junho deste ano. É motivos de sobra para fazer um empreendedor de loja física aumentar sua atuação para as vendas online.

Conheça algumas dicas para que seus negócios possam fazer sucesso também, no comércio eletrônico:

A seleção dos produtos certos são a chave do negócio

Os produtos que você está acostumado a trabalhar em sua loja física, nem sempre é o que funcionará para sua loja virtual.

Claro, aplicar todo know-how que você adquiriu por empreender em meio físico serão muito bem-vindos, mas não se pode esquecer que os clientes que chegarão até seu negócio nem sempre tem o mesmo perfil que os que visitam sua loja física.

Lembre-se que fatores como localização geográfica e comportamento cultural não tem um peso tão grande na internet, por isso o mix de produtos preferivelmente deve conter itens que tenham fama e sejam bem vendidos no seu negócio, além de uma lista mais abrangente ou mais limitada dependendo da estratégia adotada.

Opte por uma boa plataforma de e-commerce

Imagine as características que você faz questão que tenham na sua loja. Leve em consideração as fotos, descrições dos produtos e os mínimos detalhes possíveis na hora da escolha da sua plataforma.

Analise todas as propostas disponíveis no mercado e escolha a que mais se adapta às suas necessidades, levando em consideração funcionalidade, help desk e benefícios, por exemplo.

A Loja Mestre sem dúvida é uma das melhores plataformas de e-commerce do Brasil. Compare e comprove: http://www.lojamestre.com.br

Divulgue sua loja

Você teve todo um trabalho e dinheiro gastos no empreendimento online e não divulgou sua nova loja virtual, isso pode matar seus planos.

Prepare-se para não se esconder, faça boas peças de e-mail marketing, mala direta e guarde uma quantia para experimentar a divulgação de links patrocinados e redes sociais, por exemplo.